sexta-feira, 25 de junho de 2010

MOVIMENTO - GINÁSTICA HISTORIADA

UM PASSARINHO PROCURA SUA MÃE
Se possível coloque uma música.A professora faz a atividade com as crianças.
1. Era uma vez um passarinho que estava dentro de um ovo. (Sentar sobre as pernas com o tronco para frente)
2. De repente, o ovo quebrou-se e o passarinho levantou as asinhas, mas ainda não podia voar. Respirou bem fundo. (Mantenha-se sentado, erga o tronco e levante os dois braços para o alto).
3. Logo quis saber onde estava sua mãe. Dobrou as asinhas e olhou de um lado para outro. (Faça giros com o tronco).
4. Como não viu ninguém, saiu voando para procurar sua mãe.(Caminhe pela sala, subindo e descendo os braços abertos, como se batesse asas.
5. Viu uma rã pequenina e pensou que fosse sua mãe. (Faça flexões como um sapo).
6. Em seguida encontrou uma vaca e um gato. (Imite os animais).
7. Perguntou se eram sua mãe, e eles responderam que não. Triste, continuou voando. (Caminhe batendo os braços).
8. Mais adiante, viu uma sombra numa árvore e parou para ver quem era.Uma enorme ave pousou junto dele, olhou nos seus olhos e sorriu. Era sua mãe! Juntinhos, saíram voando.
9. De tanto voar por belos lugares, não se deram conta que já era noite. Dormiram. (Deitem-se para relaxar).

RESPOSTA - COMENTÁRIO - AS PULGAS DO GATO

Professora - Você pode usar qualquer recurso que quiser, contar histórias, rodas de conversas, fantoches, músicas, brincadeiras, você pode tudo, desde que tenha em mente a criança e como envolve-la na aprendizagem.Quanto ao plano de aula, cada professor tem o seu e é preciso que tenha. Ela precisa com consciência saber onde esta e para onde quer ir.Em um momento oportuno colocarei uma sugestão de plano de aula. Beijos. Léia.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

COMO FAZER A SEREIA PARA O JOGO

Modelo do cabelo feito em EVA amarelo, colar pedaços de velcro no cabelo e nas flores


Modelo do rosto da sereia.Feito com cartolina cor da pele.

                                                     
Colar o rosto em uma folha de EVA da cor que preferir.


 Colar o cabelo, olhos e desenhar os detalhes da sereia.                                            
Colar os outros detalhes e recortar o EVA deixando 1 cm em volta da sereia.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

JOGO - MATEMÁTICA - AS PULGAS DO GATO

Cada dupla terá um tabuleiro (gato), cada gato com 20 feijões (pulgas). O jogo consiste em cada criança na sua vez, joga o dado e retira as pulgas correspondentes a quantia do dado.Ganha o jogo a criança que tiver mais feijões. 

JOGO - MATEMÁTICA - AS FLORES DA SEREIA

O jogo é feito em duplas de crianças. Retira-se todas as flores da sereia para iniciar a brincadeira.
                           
                                                    
O aluno joga o dado, por exemplo, saiu o dois, a criança coloca duas flores na sereia.

                                                       
Outra criança joga o dado, por exemplo, saiu o 5, a criança tem que colocar 3 flores, pois assim a cabeça da sereia ficará com 5 flores.

                                                     
A criança joga novamente o dado e sai o número 1, ela terá que retirar 4 flores e a sereia ficará com uma flor, que é o número que saiu no dado.

                                                    
Na cabeça da sereia tem sempre que ficar a quantia correspondente ao dado, e assim, a criança segue tirando ou colocando as flores.
A brincadeira segue enquanto houver interesse do grupo.

RESPOSTA DO COMENTÁRIO - JOGO - MATEMÁTICA

Querida professora:
Esse jogo foi apenas um modelo que o professor com a sua criatividade poderá transforma-lo de acordo com seus objetivos e a fase de seus aluno.
O jogo poderá ter muitas variáveis.
1. Quanto ao dado, por exemplo, uma criança do grupo poderá ficar responsável por jogar os dados, fazer a soma e dizer ao grupo o número para que eles procurem a quantidade.A professora não mais irá sortear os números, com isso as crianças não teriam visão do traçado do número.Depende do que a professora quer com a brincadeira.
2. Quando apliquei essa atividade em minha sala de aula, eu pintei as mãozinhas das crianças, carimbei e recortei, cada criança tinha a sua própria mãozinha para o jogo.Nada impede que a professora queira trabalhar a coordenação motora fina e cada criança desenhe e recorte a sua mãozinha.
3. O jogo poderá ser interdisciplinar com a professora usando desenhos de conteúdos que ela esta trabalhando, seja histórias, transito, meio ambiente, folclore, etc.
4. A professora poderá fazer o mesmo jogo na linguagem oral, coloca-se no tabuleiro as palavras e, ela sorteia o desenho, as crianças deverão localizar e bater com a mãozinha na palavra correspondente ao desenho.
Tudo depende do conteúdo, nível da sala e criatividade do professor.
Espero ter respondido a sua pergunta.
Beijos
Professora Léia

terça-feira, 22 de junho de 2010

MATEMÁTICA - JOGO - A MÃOZINHA RÁPIDA

O tabuleiro é uma folha de papel cartão para cada grupo de jogadores (máximo 4)

                                                    

Em cada tabuleiro, colocar 10 fichas com desenhos sem sequência numérica


Desenhe a mãozinha da criança em papel cartão e enfeite como quiser, ou desenhe direto no EVA e recorte. Faça a mãozinha dupla e cole um pálito de churrasco entre elas. 



Coloque as fichas dos números que serão sorteados dentro de um saquinho.



Cada jogador terá a sua mãozinha. A professora sorteia um número, então a criança terá de procurar no tabuleiro a ficha com a quantidade correspondente ao número que a professora sorteou e, imediatamente, bater sobre ela com a mãozinha. A criança que bater primeiro e acertar fica com a ficha para ela.



Ganha a brincadeira a criança que tiver mais fichas no grupo.
Ao final, a professora pode pedir para registro que a criança desenhe as fichas que tem na mão, colocando ao lado do desenho o número correspondente, ou pedir que todos do grupo desenhe as fichas do tabuleiro, colocando os números correspondente no desenho.
Obs.Durante toda a brincadeira as crianças estarão relacionando número à quantidade, fazendo isso também  na hora do registro em folha.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

REFLEXÃO - MATEMÁTICA

Essa reflexão é minha e gostaria de compartilhar com vocês.Ela não tem nada de teoria que todas as professoras aprendem desde o curso do magistério.
A aprendizagem só ocorre quando é algo de nosso interesse e de alguma maneira nós nos identificamos com o objeto.
Particularmente sou contra folhas mimeografadas, onde as crianças ficam completando pontilhados para formar números, colando papelzinho ou contando desenhos de gatinhos para colocar o número correspondente.Pessoalmente não consigo me identificar com uma folha.
Nós "adultos" não aprendemos a fazer um bolo se não existir o interesse em aprender e se não nos identificarmos com o tipo de bolo.Não aprendemos apenas lendo uma receita ou fazendo cópia dela, o papel com a receita não nos garante a aprendizagem.Temos que nos envolver com a receita, o bolo de alguma forma fazer parte da nossa vida, ai podemos dizer que aprendemos.
E só então se preciso usamos o papel para registrar essa aprendizagem.Primeiro nós nos interessamos,nos envolvemos e só depois é que registramos.
Por que com as crianças invertemos a ordem? Primeiro o papel, o registro.
Por que não envolvemos primeiro as crianças com a matemática para despertar o interesse delas, para que elas criem uma certa intimidades com ela e depois usar o papel para registrar essa aprendizagem.
É apenas uma reflexão...


SUGESTÕES DE ATIVIDADES - Sequência numérica
  • Todos os dias na roda de conversa cantar com as crianças várias músicas que envolvam números, como: A galinha do vizinho, indiozinho, Mariana conta um, e outras.
  • Bingo de números
  • Números em EVA ou papel cartão, para as crianças terem contado , num primeiro momento deixar livre, para que eles possam sentir, brincar, fazer trenzinho com os números e tantas outras coisas que imaginação deles permitir fazer.
  • Dança da cadeira: Colocar dez cadeiras e dez crianças cada uma com um mero colado no peito.Colocar uma música e as crianças dançam em volta das cadeiras livres, quando a música parar as crianças deverão sentar cada uma em uma cadeira formando a sequência numérica com os números que estão colados no peito. Os outros alunos farão a verificação se a sequência esta correta e se for preciso farão os ajustes.Trocar as crianças para que todas participem da dança das cadeiras.
  • Roda: Dez crianças com um número no peito, fazer a roda com todos da sala e cantar a música "A galinha do vizinho", a cada ovo que a galinha botar, a criança que tem esse número vai para dentro da roda.Ex.: bota 1 a criança com esse número entra na roda, bota 2 a criança com esse mero no peito entra na roda e assim  até a música terminar.A professora coloca os números em outras crianças e volta a brincar, até que todos participem.
Atividades como essas despertam o interesse pelos números, as crianças se envolvem nas brincadeiras e depois de brincar elas vão sentar e registrar a sequência númerica com a atividade que a professor preferir.
Em um primeiro momento o registro poderá ser um desenho livre. Observe  que as crianças irão desenhar a brincadeira, eles e os colegas com os números no peito.


Na próxima postagem colocarei sugestões para trabalhar "correspondencia um a um"

domingo, 20 de junho de 2010

ARTES VISUAIS - Releitura de obras

A criança na educação infantil deve explorar e utilizar-se de alguns procedimentos importantes para pintar, desenhar,colar e, assim, explorar as diversas possibilidades de materiais, instrumentos e suportes necessário para o fazer artístico que a escola deve oferecer, como:tintas, pincéis, papel e outros materiais, além de participar da leitura de obras de arte observando, descrevendo e interpretando.


ARTES - BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
As crianças poderão aprender com esta aula:
  • Apreciar as obras de arte do artista;
  • Vivenciar técnicas para releitura de obras de arte, através de observação, percepção e criatividade;
  • Conhecer artistas plásticos que retratam brincadeiras;
  • envolver-se de com prazer no fazer artístico;
  • realizar releitura de obras de artes.
O professor deve pesquisar a vida e a obra do artista para conversar com as crianças sobre sua produção.
ATIVIDADE 1: Apreciando a obra:
Na roda inicial observar com as crianças sobre o artista que retratou a brincadeira em sua obra.Apresentar a obra para as crianças para que elas apreciem e expressem seus sentimentos, percepções e vivências a respeito da obra e de suas próprias brincadeiras, observando os detalhes e seus elementos: linhas, formas e cores do quadro.
O professor deve provocar uma discussão com os alunos como por exemplo:
  • brincadeiras que eles têm costumes de fazer com os amigos e colegas na escola, em casa;
  • comparar as brincadeiras apresentadas nas imagens com as brincadeiras atuais
ATIVIDADE 2: Releitura da obra.
Propor uma releitura, lembrando que não é uma cópia do trabalho do artista ou do professor, mas sim que cada criança elabore sua propria obra.O professor apenas auxilia na técnica usada.


ATIVIDADE 3: Após o trabalho pronto, as crianças apresentarão suas produções uma para as outras, mostrando os elementos presentes.A professora deve organizar junto com as crianças, uma exposição da releitura das obras e convidar outras salas para visitar a exposição.


AVALIAÇÃO:
  • Apreciaram a obra de arte, atentando para seus detalhes
  • Realizaram a releitura da obra,  usando a orientação da técnica proposta
  • Realizaram a atividade com criatividade
  • Participaram da atividade com envolvimento.
SUGESTÕES DE OBRAS, SEUS ARTISTAS E ALGUMAS TÉCNICAS QUE PODEM SER USADAS.
  1. IVAN CRUZ - "JOGANDO BOLA"
  2. PORTINARI - " CRIANÇAS BRINCANDO"
Técnica - " desenho cego"
Pintar com giz de cera toa a folha de papel utilizando várias cores, em listas verticais ou horizontais, sem deixar nenhum espaço em branco.Depois utilize um pincel e tinta guache preta o aluno deverá cobrir todo o trabalho.Quando a tinta secar com o auxilio de um lápis grafite , desenhar sobre o papel a sua  obra e se quiser mais colorido o trabalho, com o auxilio do lápis ir raspando e retirando a tinta preta deixando em evidencia o colorido.


     3.   PORTINARI - " FUTEBOL "
Técnica - " xilogravuras"
A criança desenha a sua obra em prato de isopor com lápis ou caneta, elas devem pressionar a ponta do lápis fazendo um entalhe, tomando cuidado para não furar o isopor. Quando terminarem o desenho deverão molhar o rolinho na tinta guache e passar o rolo sobre o isopor. No momento seguinte devem colocar o papel sobre o isopor pressionando levemente com as mãos. Em seguida retirar o papel com cuidado e então as crianças terão a sua obra de arte.


      4. PORTINARI - " PIPAS "
Técnica - colagem e dobradura (textura)
Picar folhas de papel toalha e colar em camadas em cima do sulfite ou outra folha mais dura, sem deixar nenhum espaço.Cada camada colada, esperar um tempinho para colar a próxima camada, depois de colar cinco camadas deixar secar até outro dia. No dia seguinte com o rolinho as crianças pintam com guache azul e deixam secar a tinta.Fazer as dobraduras das pipas e cola-las no céu.


                            
Dicas: Essas técnicas podem ser usadas com capas de livros de histórias que estão sendo trabalhadas.

sábado, 19 de junho de 2010

DICA:

Quando pensar numa aula, tente se colocar no lugar da criança. Por exemplo: como você gostaria de aprender o conceito dentro e fora? Sentado em uma cadeirinha colando mecânicamente bolinhas de papel dentro do circulo ou no pátio em uma brincadeira com a turma com vários desafios para resolver?
O principal recurso do professor para interessar a turma pelo saber é a sua capacidade de observar,inovar e criar.
Pense nisso